fundo_deathlmetal2.jpg

Death Metal Angola

DEATH METAL ANGOLA

DOCUMENTÁRIO | EUA, ANGOLA | 2012 | 1H23M

REALIZAÇÃO Jeremy Xido | DIR. FOTOGRAFIA Johan Legraie e Jeremy Xido | EDIÇÃO Todd Holmes | PRODUÇÃO Joseph Castelo, Jeremy Xido e David Gallagher | CO-PRODUÇÃO Geração 80

LOGLINE

O hardcore mais pesado é o hardcore angolano.

SINOPSE

Depois de quase 40 anos de uma guerra implacável e com todos os horrores associados, a paz e a reconstrução chegam lentamente a Angola. Depois da Guerra pela Independência contra Portugal, Angola foi devastada por uma terrível Guerra Civil que deixou órfãs milhares de crianças. No Huambo, a segunda maior cidade de Angola, encontramos 55 dessas crianças no orfanato Okutiuka, sob o cuidado de Sónia Ferreira. O seu namorado, Wilker Flores, é um guitarrista de Death Metal que usa os sons e ritmos brutais do Hardcore como uma forma de cura, ou, como a Sónia diz, "para lavar os detritos que sobraram de todos esses anos de guerra."

"Death Metal Angola" segue o sonho de Wilker e Sónia: produzir o primeiro festival nacional de rock em Angola, juntando membros das várias vertentes da cena hardcore angolana, de diferentes províncias - desenvolvendo-se diante de um pano de fundo que encaixa perfeitamente, uma cidade do Huambo outrora imponente, que foi massacrada e bombardeada durante a guerra. Escombros e lugares desconstruídos lembram-nos porque é que a música hardcore ganhou uma base aqui.

O que inicialmente parecia uma empreitada ao estilo de "Dom Quixote", ganha impulso com a ajuda das redes sociais e dos vários membros das diferentes correntes do death metal e hardcore mais underground, que se juntam para realizar este festival. Ruidoso e preciso, o olhar de "Death Metal Angola" sobre um festival de rock fora da caixa é completo, assombroso e verdadeiro.

 
 
 

EQUIPA & ELENCO

 
XEREMY XIDO  | PRODUTOR + REALIZADOR

XEREMY XIDO | PRODUTOR + REALIZADOR

OSWALD JULIANA  SOM

OSWALD JULIANA SOM

JOHAN LEGRAIE  DIR. DE FOTOGRAFIA 

JOHAN LEGRAIE DIR. DE FOTOGRAFIA 

TCHILOIA LARA  COORD. DE PRODUÇÃO 

TCHILOIA LARA COORD. DE PRODUÇÃO 

TCHIYNA MATOS  COORD. DE PRODUÇÃO

TCHIYNA MATOS COORD. DE PRODUÇÃO

 

NOTA DO REALIZADOR

Há alguns anos atrás, viajava por Angola a fazer pesquisa para um filme sobre caminhos de ferro, quando parei no único café que servia um café decente, no Huambo. Um jovem de camisa azul e dread locks curtas acenou para mim. Sentámo-nos e conversámos um pouco. Falámos sobre o que eu estava a fazer ali e eu perguntei-lhe sobre ele. Disse que era músico. "A sério?" - perguntei - "e o que é que tocas?" Ele olhou-me nos olhos e respondeu: "Death Metal". Pasmado, perguntei-lhe se poderia tocar um bocado para mim. Ficou entusiasmado, disse que ía arranjar um amplificador qualquer e que eu poderia ir ter com ele naquela noite "no Orfanato". Passou-me o endereço. Assumi que aquilo seria uma espécie de clube. No entanto, quando lá cheguei, no meio da noite, a um lugar que parecia uma fábrica de leite abandonada no meio no nada, ficou claro que não era um clube. Lá estava ele, Wilker Flores, o jovem com a camisa azul, pequenas rastas e uma guitarra eléctrica, rodeado de 55 rapazes órfãos que chamavam àquele lugar de casa. Emitindo electricidade desde o bairro, Wilker começou a tocar um dos mais pesados e ruidosos concertos imagináveis, iluminado apenas pelos faróis de uma carrinha. Foi absolutamente mágico e assustador e marcou o início da minha longa e profunda relação com o Wilker, assim como com a mulher que gere o Orfanato, Sónia Ferreira, uma das pessoas mais especiais que conheci na minha vida. Não tinha visto nenhum lugar assim, nem pessoas como estas. Esta foi, certamente, uma das experiências mais profundas e marcantes da minha vida. O tremendo poder, coragem e encanto que estas pessoas encarnam reflecte-se no coração deste filme, "Death Metal Angola".

“Absorbing, beautifully shot documentary… I predict a long festival life, if not more, for Xido’s superb film.”
— IndieWire
“Smashing Stereotypes”
— BBC
“Raucously crowd pleasing…enticingly exotic…clangorous, rousingly energetic”


— The Hollywood Reporter

PRÉMIOS + FESTIVAIS

  • International Premiere Dubai International Film Festival  | Dubai | 2012 

  • European Premiere Rotterdam International Film Festival | Netherlands | 2013 

  • North American Premiere Sarasota Film Festival | EUA | 2013 

  • Latin American Premiere BAFICIBuenos Aires International Festival | Argentina | 2013 

  • Oceanic Premiere Sydney International Film Festival | Australia | 2013 

  • African Premiere FIC Lunda International Film Festival | Angola | 2013 

  • Asian Premiere DMZ Korean International Doc Festival | Coreia do Sul  | 2013 

  • Antarctic Premiere Palmer Research Station | Antarctica | 2014 

  • DocsLisboa | Portugal |  2013

  • In-Edit Festival Rio de Janiero | Brasil | 2013

  • Oya Film Festival | Noruega | 2013

  • Grand Prize Best Documentary Feature Rhode Island International Film Festival | EUA | 2013 

 

Copyright © 2017 Geração 80