Ery Claver

sergio.jpg

ERY CLAVER | REALIZADOR + DIRECTOR DE FOTOGRAFIA

Nascido em Luanda, em 1986, Ery Claver é um dos mais versáteis profissionais do mercado audiovisual angolano. Em 2006, participou numa Oficina de Fotografia organizada pela Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Um ano depois, frequentou o curso básico de jornalismo do CEFOJOR e um workshop de Escrita Criativa orientado por Marta Lança no Instituto Camões, em Luanda.

Ainda em 2007, Ery participou como fotógrafo na exposição colectiva “Dipanda Forever”, no âmbito da Trienal de Luanda, e expôs pela primeira vez a título individual com “Notas Sobre Aqui”, no Fórum de Arquitectura da Universidade Lusíada de Luanda.

Em 2008 regressou a Lisboa, onde fez um estágio como Operador de Câmara e Assistente de Realização na produtora “Até o Fim do Mundo”, desempenhando também a função de Assistente de Câmara na curta-metragem “Momentos de Glória” (2008), de António Duarte. 

De volta a Luanda, em 2010, Ery participou como Operador de Câmara e Director de Fotografia no documentário “Ritmos Urbanos”, de Isilda Hurst e Córeon Dú. Ainda nesse ano, co-realizou os documentários “Torre do Kinaxixi" e “A Kazukuta do Kabokumeu”. 

Ainda nesta altura, Ery acumulou experiência como Operador de Câmara na "Semba Comunicação", entre 2007 e 2013.

Foi no ano de 2013 que Ery Claver integrou a equipa da Geração 80, tornando-se num imprescindível membro da produtora.
A sua disponibilidade e criatividade fazem com que participe como Operador de Câmara e Director de Fotografia em inúmeros vídeos corporativos e institucionais, cobertura de eventos, publicidades e videoclipes - a destacar “Mukiné”, de Irina Vasconcelos e Kulas, “Mona Ki Ngi Xiça”, de Toty Sa’Med, e o álbum visual de Nástio Mosquito, “Gatuno Eimigrante e Pai de Família”.

Recentemente, Ery Claver assinou as curta-metragens experimentais “A luz no quarto era vermelha porque não existia amor” e “Há um zumbido há um mosquito são dois”, como realizador e guionista. Ambas as obras foram exibidas nas edições de 2016 e 2017 da exposição colectiva “Fucking Globo”, em Luanda.

 
 
 
 
 

FILMOGRAFIA

DEMO REEL / PORTFOLIO

MAKING OF

ENVIA UMA MENSAGEM PARA O ERY

Nome *
Nome