Gretel Marín

sergio.jpg

GRETEL MARÍN | REALIZADORA + EDITORA

Nasceu em Havana, Cuba, em 1989. Licenciou-se em Realização, Cinema, Rádio e Televisão pela Universidade das Artes de Havana, para além de ter concluído dois mestrados especializados na área do Documentário, na Universidade Paris-Sorbonne e na Universidade Paris VII, em França.

Ao longo do seu trajecto académico e profissional, entre Cuba e França, realizou os documentários “Pero la noche”(2011), “Le myrte dans la vallée”(2013) e “Paris, jump for joy!”(2014), que foram exibidos em diversos festivais em França, Cuba, Brasil, etc. Trabalhou ainda como editora em videos institucionais e no cinema, como na curta-metragem de ficção “Apparences”(2014), na série de televisão “Dans l’oil du petit écran”(2013), do Canal TV Voyage e no trailer do documentário “Bioko” (2012), de Arnab Tatum Banerjee.

Em 2014, mudou-se para Luanda e passou a fazer parte da equipa da Geração 80, onde trabalha como realizadora na área dos videos institucionais, corporativos e publicitários. Em 2015, realizou o documentário “A Persistente Fragilidade da Memória”(2015), um filme que faz parte do projecto “Angola - Nos Trilhos da Independência”, reflectindo sobre a questão da memória, através de várias entrevistas aos membros do projecto. 

Lançou em 2017 o seu novo documentário, “El último país”, uma co-produção Cuba-Angola-Brasil, com produção executiva assinada por ela própria, pela Geração 80 e a F64 Filmes. Trata-se de um filme íntimo, no qual Gretel elabora uma catártica reflexão sobre a sua identidade cubana e as transformações socio-políticas no seu país. “El último país” fez parte da Selecção Oficial do Festival de Amesterdão 2017.

 

 
 
 
 
 

FILMOGRAFIA

DEMO REEL / PORTFOLIO

MAKING OF

ENVIA UMA MENSAGEM PARA A GRETEL

Nome *
Nome