Screen-Shot-2012-07-23-at-9.37.13-AM-600x514.png

Projecto Trilhos

ANGOLA - NOS TRILHOS DA INDEPENDÊNCIA

 

DOS TRILHOS PARA O FILME INDEPENDÊNCIA

O documentário INDEPENDÊNCIA nasceu da necessidade de preservar a história (e as histórias) dos que participaram na luta de libertação de Angola. Muitos ainda estão vivos e lúcidos mas poucos documentaram o seu percurso ou tiveram a oportunidade de falar do que viveram, fora do círculo da família e amigos.

O filme resultou do Projecto Angola – Nos Trilhos da Independência, que juntou a produtora audiovisual Geração 80 e a Associação Tchiweka de Documentação (ATD), instituição dedicada à preservação de documentos e divulgação da história daquela luta. O projecto arrancou em 2010 e pretendia recolher o maior número possível de testemunhos pessoais. A tarefa era urgente, pois a cada dia se perde mais uma voz dos protagonistas. O momento era oportuno, no país finalmente sem guerra e com o distanciamento histórico e a serenidade que este tipo de depoimentos requer.

Entre 2010 e 2015, Angola – Nos Trilhos da Independência produziu mais de 1.000 horas de entrevistas a cerca de 600 participantes da luta pela independência e personalidades, nacionais e estrangeiras, com ela relacionadas. Foram filmados locais associados a essa luta, alguns pela primeira vez. Diversos países foram visitados, mas o maior volume de trabalho foi, naturalmente, em Angola. O projecto, dirigido por Paulo Lara teve diversos apoios individuais e de instituições públicas e privadas.

Um Projecto destes permitiria fazer vários filmes. A opção por um documentário como INDEPENDÊNCIAexplica-se pela obrigação de devolver à sociedade angolana um pouco do que dela recebemos e pela convicção de que, por mais importante que seja o arquivo, é preciso fazer algo para o presente. Se a memória dos mais velhos é a matéria-prima do documentário, o público-alvo foram, desde o início, as gerações nascidas depois de 1975, que não conheceram o sistema colonial e pouco sabem do passado.

INDEPENDÊNCIA apresenta uma outra imagem da resposta angolana ao domínio colonial e da luta de libertação nacional, vista por quem nela participou.

 
 

Copyright © 2017 Geração 80