Sérgio Afonso

sergio.jpg

SÉRGIO AFONSO | REALIZADOR + DIRECTOR DE FOTOGRAFIA

Nasceu no Huambo, em 1975. Começou a fotografar em 1992, quando teve acesso à primeira câmera. O retrato foi o seu ponto de interesse, herança do pai e dos tios que, desde cedo, fizeram-lhe conviver com fotografias para documentos, câmera escura e negativos. 

Já depois de ter começado a sua carreira como fotógrafo numa agência de publicidade, fez uma formação em Fotografia de Moda e Publicidade na ETIC, em Lisboa, em 2004, quando também estagiou com o fotógrafo Carlos Duarte. Em 2010, formou-se em montagem, pela Escola de Cinema Darcy Ribeiro, no Rio de Janeiro. 

Na área da publicidade, fotografou para campanhas das mais importante marcas do mercado angolano. Trabalhou como fotógrafo para as revistas Economia e Mercado, Austral e as suas fotos foram publicadas também em vários jornais internacionais, como o Público (Portugal) e o The Guardian (Reino Unido). Assina as fotografias de capa dos romances Os da minha rua, de Ondjaki, e Poeira do Tempo, de José Mena Abrantes.

Participou de exposições colectivas como a Trienal de Arte Contemporânea de Angola com a obra “Monarcas” (Coleção Sindika Dokolo) e Private Lives, em Portugal. A sua primeira exposição individual foi no projeto Vídrul Fotografia, onde apresentou “WANNABE”. Participou nas residências artísticas “ Off Lines, entre trânsitos e viagens” (2013), promovida pela organização Xerem, e a Trinagle Network, em Portugal, onde expôs a obra “Entre Trânsitos e Viagens”. Foi também convidado pelo Goethe Institut para o ADDIS FOTO FEST (2014), na Etiópia. Em 2017, foi selecionado para a residência Catchupa Factory, em Mindelo, Cabo Verde, onde apresentou “Evasões”, obra que retrata os momentos de escape dos cidadãos mindelenses. 

Na área do video, realizou videoclips para artistas como Paulo Flores, Yuri da Cunha e Irina Vasconcelos, bem como videos publicitários, institucionais e corporativos. 

No cinema, começou por produzir o documentário “Coração mais forte” do realizador Ricahrd Paklepa, onde também desempenhou a função de operador de camera. Passou a integrar a equipa da Geração 80 em 2012. Fez a direcção de fotografia da curta-metragem “Luanda 24/7” e do documentário “Triângulo” (2013)  

Em 2016, realizou o seu primeiro documentário, “Do outro lado do mundo”. Rodado entre Luanda e o Bentiaba, o filme foi o projecto angolano seleccionado para o programa DOCTV CPLP II e pretende falar das relações humanas contemporâneas derivadas do intercâmbio entre Angola e a China.

 

 
 
 
 
 

FILMOGRAFIA

DEMO REEL / PORTFOLIO

MAKING OF

ENVIA UMA MENSAGEM PARA O SÉRGIO

Nome *
Nome